We Were Feared

Existem alguns livros excelentes para entrar no clima da California Punk na década de 1970. Um deles é o já clássico Kids of the Black Hole: Punk Rock in Postsuburban California, do Dewar MacLeod, publicado ano passado. Outro é o super-clássico We Got the Neutron Bomb: The Untold Story of L.A. Punk, leitura mais que obrigatória para quem se interessa no assunto. O título remete ao segundo EP do Weirdos, que tem o mesmo nome, de 1978. Outro que vale muito a pena é o Hardcore California: A History of Punk and New Wave, lançado no começo da década de 1980. Todos esses livros estão à venda na Amazon.

Além dos livros, ainda tem alguns videos que valem muito. O clássico The Decline of Western Civilization, dirigido pela Penelope Spheeris, sobre o qual um dia faço um post, é fora de série. Também, lógico, o Another State of Mind, com a turnê do Youth Brigade e do Social Distortion, que ficou anos fora de catálogo e há uns tempos foi relançado em DVD, com extras. Três anos atrás saiu o What We Do Is Secret, o controvertido filme sobre a história de Darby Crash, vocalista do Germs, baseado no livro homônimo de Kief Hillsbery, que se soma ao livro Lexicon Devil: The Fast Times and Short Life of Darby Crash and the Germs, sobre o mesmo cara. Parêntese: Germs, provavelmente, foi a primeira banda punk da Californa a lançar algum material em vinil: o EP Forming, de 1977. Darby Crash, com problemas com sua heroína e seu homossexualismo, matou-se em 7 de dezembro de 1980, com uma overdose proposital da mesma droga que esses dias pegou o Casey Royer (ver o post anterior), e que já matou, dentre outros, Johnny Thunders e Dee Dee Ramone. Germs também deve, mais cedo ou mais tarde, voltar para o Califorina Sons. Aliás, voltaram até a tocar ao vivo, com o ator (!) Shane West, que faz o papel do Crash no filme, nos vocais (!!). Depois da foto abaixo, do Derby Crash, sua jacketa de couro estilo Sid Vicious e seu skateboard, fecha-se o parêntese.

Mas, dos filmes, o mais novo lançamento, que não pode deixar de ser assistido, chama-se We Were Feared. Lançado no ano passado, o filme conta a história do club The Cuckoo’s Nest, que, durante algum tempo, foi o único lugar para shows punks em Costa Mesa, cidade de Orange County.

O nome, “ninho do cuco”, remete ao livro One Flew Over the Cuckoo’s Nest, de Ken Kesey, lançado em 1962, cujo tema envolve problemas mentais – o cara finge de doente pra não ir pra cadeia e ficar no sanatório, e depois é arrebentado com uma lobotomia pelos médicos. Esse livro foi filmado em 1975, com Jack Nicholson, absolutamente espectacular, no papel principal. Em português, o nome do filme foi Um Estranho no Ninho. Angelic Upstarts gravou uma música chamada Five Flew Over the Cuckoo’s Nest.

O bar durou apenas três anos, entre 1978 e 1981, e fechou por encrencas sérias com a polícia, e menos sérias com os vizinhos. Na época, saiu o documentário Urban Struggle: The Battle of the Cuckoo’s Nest. E agora sai esse outro, o We Were Feared.

Entre os que tocaram no bar do Jerry Roach, em uma lista de altíssimo gabarito, pode-se listar, sem medo de errar: Iggy Pop, David Johansen, Ramones, Weirdos, Black Flag, Fear, Circle Jerks, Vandals, TSOL (o antigo), Dead Kennedys, 999, XTC, Adolescents, Dickies, Blasters, Go-Go’s, Legal Weapon, Damned, DI, 45 Grave, Eddie and the Subs e Social Distortion, além de outras que, com toda certeza, nunca ouvi falar.

Nas fotos abaixo, na sequência: Ramones no bar, na virada de 1970 para 1980, junto com o dono, devidamente trajado; o dia do lançamento do filme: Steve Soto, Casey Royer e Eric Blair; depois, no mesmo dia, Duane Peters e Jerry Roach:

Se quiser checar o trailer do filme, o link é este, com, no som de fundo, Who Is Who do Adolescents. Os destaques são os mosh pits, stage dives e slam dancings. Se você olhar para as sugestões do youtube, do lado direito, verá trechos do Urban Struggle e entrevistas, no We Were Feared, com Mike Roche, Duane Peters e Casey Royer.

Para fotos e histórias sensacionais do Cuckoo’s Nest, confira o blog das Go-Go’s, aqui – clássica banda de LA, formada em 1978 apenas por gurias, sendo uma delas a vocalista Belinda Carlisle, que largou o Germs assustada com o nível de abuso de droga do pessoal. No Germs, banda na qual todo mundo tinha um pseudônimo, a Berlinda chamava-se Dottie Danger, nomezinho de luxo, cá entre nós.

Compre o filme e boa diversão !

Anúncios

3 pensamentos sobre “We Were Feared

  1. obrigado pelas dicas.
    ja li we got the neutron bomb…
    um colosso.

    o filme do germs tbém é legal…

    vou atras desse we were feared.

    abraço.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s