Bateristas do Social Distortion III – Derek O’Brien

Derek O’Brien entrou para o Social Distortion em 1981, logo após o lançamento do primeiro single da banda. Ele entrou para a bateria, e o Brent Liles entrou para o baixo, passando o Dennis Dannel para a segunda guitarra. Com o Mike Ness, formam o quarteto que, em outubro de 1981, lançou o EP 1945, pela gravadora 13th Floor, que era deles mesmo. O disquinho foi produzido pela própria banda, e o engenheiro de som foi o Chaz Ramirez, cara que trabalhou com quase todo mundo na cena californiana.

O single tinha, no lado B, Playpen e Under my Thumb, cover do Rolling Stones, que depois seria regravada no disco White Light White Heat White Trash, de 1996. As versões também foram relançadas no Mainliner.

Derek O’Brien participou, com o Social Distortion, da turnê de 1982, que foi documentada no filme Another State of Mind, lançado dois anos depois. A turnê envolvia o Social D. e o Youth Brigade, e lá pelas tantas o Minor Threat pinta na área. Quem quiser conferir, o filme foi relançado em DVD esses tempos, e tem uns extras.

Em 1983, Derek O’Brien participou das gravações e do lançamento do disco Mommy’s Little Monster. Nesse mesmo ano, alguns ensaios de estúdio foram filmados, e dá pra achar fácil no youtube. Veja o cara aqui, tocando Mass Hysteria, a música que saiu na primeira coletânea da BYO Records.

No ano novo de 1984, O’Brien saiu do Social Distortion. Nessa mesma época, tocou no D.I. Depois, não tenho notícias dele até 1989, quando ele se juntou, novamente, a Brent Liles, e ambos entraram no Agent Orange de Mike Palm. Essa formação gravou o disco Real Live Sound, gravado ao vivo no Roxy, em Los Angeles, no ano seguinte. Com excelente produção, o destaque do disco vai para o inusitado e excelente cover de Police Truck, do Dead Kennedys. Como veremos nos próximos dias, além de O’Brien e Casey Royer, mais gente tocou bateria tanto no Agent Orange quanto no Social Distortion…

Depois disso, Derek O’Brien juntou-se ao Steve Soto, ao Greg Hetson e ao Eric Melvin para fazer o Punk Rock Karaoke, um projeto no qual eles tocavam alguns clássicos e o pessoal da plateia subia pra cantar.

O baterista tocou com outras bandas menos conhecidas. Recentemente, assim como Casey Royer, Derek tocou com o Adolescents. Ele é baterista e produtor do disco O. C. Confidential, um espetáculo tanto em termos de produção, quanto de qualidade das músicas, quanto de qualidade da bateria. Pra mim, o melhor do Adolescents, aliás.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s